Quarta, 25 de Maio de 2022 00:51
062 4000-2115
Brasil LUTO

Jornalista Cristiana Lôbo, que morreu hoje, tinha família na Cidade de Goiás

Família da profissional de imprensa tem casa no município

11/11/2021 16h15 Atualizada há 6 meses
Por: Marcela Guimarães
Cristiana Lôbo durante participação no Programa do Jô em 2012 — Foto: Zé Paulo Cardeal/Globo
Cristiana Lôbo durante participação no Programa do Jô em 2012 — Foto: Zé Paulo Cardeal/Globo

 

Natural de Morrinhos, mas com ligação com a Cidade de Goiás, a jornalista Cristiana Lôbo faleceu hoje, dia 11, aos 64 anos. Comentarista da GloboNews e colunista do g1, ela lutava contra um câncer e estava tratando uma pneumonia. Com mieloma múltiplo, há alguns anos, ela estava internada no Hospital Albert Einstein. Ela deixou o marido, Murilo, dois filhos, Gustavo e Bárbara, e dois netos, Antônio e Miguel. Seu legado é de 30 anos de jornalismo. Começou a carreira cobrindo política em Goiás, até se mudar para Brasília.

 

No Twitter, seu colega de profissão e amigo, o jornalista André Trigueiro publicou uma foto em que sua turma estava na Cidade de Goiás. "A família de Cristiana Lobo era da Cidade de Goiás, onde tinha casa. Nessa foto, de 2003, estávamos juntos com Zuenir Ventura, Siron Franco, e outros amigos que participavam do Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental de Goiás. Lindas lembranças dessa querida amiga", escreveu ele na rede social. 

 

A reportagem da Ummix Cidade de Goiás fez contato com a vice-prefeita de Goiás, Zilda Lôbo, cujo sobrenome é igual ao da jornalista. Ela esclareceu que não são da mesma família, apesar da coincidência com o nome. "Ela é de outros 'Lobôs'. De todo modo é muito orgulho pra gente ter uma mulher com uma carreira tão bonita de mesmo sobrenome e também ligada à nossa querida Cidade de Goiás", afirmou.

 

Outro a lamentar a morte da jornalista Cristiana Lôbo foi o governador Ronaldo Caiado (DEM). "Dia triste. Perdemos a jornalista Cristiana Lôbo. Goiana, sempre foi muito respeitada em Brasília. Gostava de ficar analisando o cenário da política nacional com ela pelos corredores do Congresso. Descanse em paz, minha querida. Força aos familiares e amigos", escreveu o governador. Esta é a terceira pessoa goiana com trajetória nacional que morre em menos de 7 dias, sucedendo o político Iris Rezende e a cantora Marília Mendonça.

 

A reportagem também entrou em contato com a Câmara Municipal de Goiás para verificar se a profissional da imprensa tem o título de cidadã vilaboense, mas até o fechamento da matéria não recebeu retorno dos funcionários públicos deste órgão. 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.