Quarta, 25 de Maio de 2022 00:33
062 4000-2115
Cultura CULTURA

Afoxé Pilão de Prata vai realizar curso de construção colonial

Curso busca resgatar tradicional tradicionais formas de construção usadas nos edifícios históricos da Cidade de Goiás

01/12/2021 17h21 Atualizada há 6 meses
Por: Marcela Guimarães
Afoxé Pilão de Prata vai realizar curso de construção colonial

O Afoxé Pilão de Prata prepara-se para lançar o curso “Construção Vernacular e Bioconstrução”. O objetivo é integrar a comunidade vilaboense na construção da Casa Museu Afoxé Pilão de Prata, que será um ambiente cultural, educativo e turístico. A capacitação será ministrada em 2022, com a possível parceria de entidades de ensino como o Instituto Federal de Goiás (IFG) e a Universidade Federal de Goiás (UFG). O curso será teórico e prático e contará com professores e especialistas nesta área.

 

A arquitetura vernacular é vista em toda a Cidade de Goiás, em construções de taipa, adobe, alicerces de pedra, telhados, cisternas e tubulações em pedra. Se caracteriza por usar materiais naturais encontrados no próprio meio ambiente, como as próprias pedras, a terra, a madeira, dentre outros materiais. Segundo os representantes do Afoxé Pilão de Prata, a finalidade é discutir e construir "edificações humanizadas, de custo acessível e viável, sustentáveis, bonitas, frescas, iluminadas e agradáveis, resistentes ao tempo, que utilize energia solar e faça aproveitamento da água".

 

Quanto ao público-alvo são todas as pessoas que queiram aprender a construir sua própria casa com custos acessíveis e inteligência ambiental. "Nesta proposta, as técnicas de construção são antigas, porém modernas na arquitetura e de baixo custo", explica os representantes do Pilão Afoxé.

 

O museu

 

A Casa Museu Afoxé Pilão de Prata será construída em um terreno de 600 m², vizinho à Estação de tratamento da Saneago. O local será construído com a perspectiva de Patrimônio Mundial Cultural, portanto, será edificado nos moldes da arquitetura vernacular colonial, tradição da Cidade de Goiás, e construído de modo comunitário. Já para fomentar o debate, está sendo realizada uma campanha que está divulgando fotos de edifícios históricos, ruas e becos vilaboenses.

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.