Segunda, 27 de Junho de 2022 09:05
062 4000-2115
Cidades MERCADO DE TRABALHO

Proprietário de confecção reclama de falta de incentivo público e mão de obra na cidade

Prefeitura responde que está sendo implementado projeto que visa apoiar novas confecções no Município de Goiás

10/05/2022 10h29 Atualizada há 2 meses
Por: Rariana Pinheiro
Proprietário de confecção reclama de falta de incentivo público e mão de obra na cidade

A falta de oportunidade profissional é um problema estrutural antigo da Cidade de Goiás, e motivo de muitas promessas de campanha. No entanto,  uma das queixas dos comerciantes de fora que optaram em investir no município é a falta de mão de obra e de incentivo público para continuar atuando na cidade

 

Este é o caso do proprietário da JR Confecções e Facção, Wellington Costa,  cujo comércio está instalado na cidade, no Setor Aeroporto, há cinco meses. Ele conta tem se desdobrado para manter profissionais trabalhando na loja.

 

“Temos vagas para 12 trabalhadores e atualmente estamos com a metade disso. Estamos aceitando iniciantes interessados na área. Ofereço cursos de formação com intuito de criar mais mão de obra, mas mesmo assim está difícil ”, explica. 

 

Incentivo

Outro problema que Wellinton conta estar enfrentando na cidade é a falta de incentivo público. De acordo com ele, sua empresa colabora com a formação de empregos na cidade, portanto, acredita que deveria ter mais apoio da Prefeitura, para, por exemplo, ajudar no aluguel da empresa.

 

“Precisamos de ajuda para continuar na cidade. Desse jeito vamos fechar. A prefeitura, inclusive, prometeu auxílio através de um programa que ajudaria confecções de fora a se instalarem na cidade, mas até agora, não fomos beneficiados por ele”, explica. 

 

Procurada pela Ummix Cidade de Goiás, a prefeitura explicou que está sendo mesmo implementado um programa neste sentido, trata-se do Projeto Alinhavar. A ação, que está sendo estudada desde 2011, visa implantar no município um Polo Confeccionista,  fomentar iniciativas e aberturas de novas confecções no Município de Goiás. 

 

A prefeitura  informou ainda que o proprietário da confecção deve procurar a Secretaria de Turismo e Desenvolvimento Econômico, na pessoa do secretário Rodrigo Santana, com intuito de conversar sobre a possibilidade de auxílio.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.