Quarta, 25 de Maio de 2022 01:17
062 4000-2115
Mulheres da Cidade MULHERES DA CIDADE

Paixão por ensinar: Luzimeni Bastos é a segunda mais lembrada na categoria Profissional da Educação Privada

Atuante na Escola Bem Me Quer, ela faz questão de acompanhar de perto todo o aprendizado dos alunos

24/03/2021 09h38
Por: Rosângela Aguiar
Paixão por ensinar: Luzimeni Bastos é a segunda mais lembrada na categoria Profissional da Educação Privada

Desde criança Luzimeni dos Santos Morais Bastos sempre gostou de ser a professora nas brincadeiras de infância. Adorava poder ajudar a professora e escrever as tarefas no quadro negro. “Me sentia a própria professora”, conta Luzimeni Bastos. E esta vontade de ensinar e contribuir na aprendizagem de crianças e adolescentes a levou para o curso de Pedagogia. Ela se formou há 16 anos na UnB e é também psicopedagoga e especialista em Psicologia Escolar e Inclusão pela Faculdade Unyleya.

Por conta desse trabalho como professora do ensino fundamental I e posteriormente com a Escola Bem Me Quer, Luzimeni Bastos foi a segunda Profissional da Educação Privada mais citada na pesquisa Mulheres da Cidade realizada pela Ummix Cidade de Goiás em parceria com o Instituto Ágora. “Eu recebi esta notícia com muita alegria e gratidão. Na realidade eu não esperava, em especial porque estamos vivendo um período tão difícil para o processo educacional, está difícil pra todo mundo, mas para a educação parece que tem um peso maior”, diz, emocionada Luzimeni.

Depois de anos como professora, Luzimeni Bastos deu um passo maior para realizar o sonho de educar e poder proporcionar um aprendizado de qualidade para os vilaboenses. Em 2013 abriu a Escola Bem Me Quer e há oito anos acompanha cada passo do trabalho pedagógico desenvolvido com os alunos. “Faço questão de acompanhar todo o processo e de estar presente todos os dias na escola, o que foi interrompido pela pandemia, mas continuamos com as aulas remotas. Minha missão nesta vida é essa, trabalhar com o universo educacional”, enfatiza.

E por estar sem contato físico com os alunos em função da pandemia, Luzimeni Bastos disse estar muito gratificada, ela e a equipe da Escola Bem Me Quer, por ter sido lembrado do trabalho realizado. “Recebo essa homenagem, esse prêmio, com muita alegria e fico lisonjeada e feliz”, diz agradecendo a cada pessoa que a indicou na pesquisa Mulheres da Cidade.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.