Segunda, 27 de Setembro de 2021 16:01
62 3371-3000
Cidades INFRAESTRUTURA

Ponte quebrada gera risco de morte na Colônia de Uvá

Além da ponte, moradores da região reclamam da falta de sinalização no trevo de acesso pela rodovia que tem causado acidentes

03/08/2021 19h30 Atualizada há 2 meses
Por: A Redação
Ponte quebrada gera risco de morte na Colônia de Uvá

 

A ponte de madeira que dá acesso à Colônia de Uvá está quebrada e interditada desde o final do segundo semestre de 2020. A Prefeitura de Goiás não tem previsão de quando será feita a obra para recuperá-la. “O prefeito Aderson Gouvea (PT) prometeu na campanha que a obra seria executada logo após a sua posse e estamos aguardando até hoje”, reclama Miguel Siqueira, morador do distrito. Presente no local, a equipe de reportagem do portal Ummix Cidade de Goiás viu uma motocicleta passar pela ponte quebrada.

 

O conserto da ponte é uma obra que vai demorar a ser realizada, porque, de acordo com o secretário municipal de Obras, Lúcio Flávio, a Prefeitura depende de emenda parlamentar. “Não temos recursos no momento para arrumar a ponte e para isso dependemos, como em outros casos, como asfalto, da liberação de emendas de deputados”, afirma.

 

Para piorar a situação de quem mora ali, o trevo de acesso à Colônia de Uvá, na rodovia GO-070, está sem sinalização. Isso tem causado diversos acidentes fatais. O último foi no dia 9 de julho quando morreu o pastor Divino Ferreira em um acidente de carro. “O trevo daqui não tem nenhuma sinalização e já aconteceram vários acidentes, como o que matou o pastor Divino”, reclama Vanda Dorneles, outra moradora da região. 

 

Segundo ela, se a ponte de madeira tivesse sido consertada não precisariam “pegar um trevo tão perigoso”. Quanto à sinalização do trevo, a Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte informou que irá averiguar a situação. Os moradores, inclusive, fizeram um abaixo-assinado  solicitando uma lombada eletrônica no trevo, sentido a Itapirapuã. Como retorno a essa iniciativa, o vereador Fabrício Godinho (DEM) disse que irá solicitar à Goinfra, órgão do governo estadual responsável pelas rodovias goianas, um posicionamento e resposta sobre a sinalização. 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.