Quarta, 25 de Maio de 2022 00:05
062 4000-2115
Dólar comercial R$ 4,82 0%
Euro R$ 5,18 0%
Peso Argentino R$ 0,04 -0.016%
Bitcoin R$ 153.354,72 +1.816%
Bovespa 110.580,79 pontos +0.21%
Economia AGROINDÚSTRIA

Frigorífico poderá gerar até 500 empregos na Cidade de Goiás

Prefeitura de Goiás inicia tratativas para do Distrito Agroindustrial e busca trazer frigorífico para a cidade

13/08/2021 07h00 Atualizada há 9 meses
Por: A Redação
Frigorífico poderá gerar até 500 empregos na Cidade de Goiás

 

A Prefeitura da Cidade de Goiás iniciou tratativas para a implementação do frigorífico no Distrito Agroindustrial. A iniciativa foi divulgada por alto pelo prefeito Aderson Gouvea, na inauguração do Palácio de Instrução. Agora, as negociações chegam a capítulos decisivos. Segundo o secretário Municipal de Turismo, Rodrigo Santana, as conversas estão avançadas e a possibilidade do frigorífico se instalar é grande. Segundo o secretário, a expectativa é que possa render de 300 a 500 empregos para os vilaboenses. 

Rodrigo Santana afirmou que hoje a localização e o espaço do Distrito Agroindustrial são pontos fortes para a parceria. Além disso, a Prefeitura se encontra focada em oferecer subsídios para a estruturação. “Esse papel de interlocução entre os empreendedores, com o dono e com o interessado, tem sido uma ótima vantagem da Prefeitura, visto que o espaço já está com 60% da obra concluída e queremos a legalização do local para trazer essa prosperidade para a Cidade de Goiás”, afirmou.

A boa localização situada na GO-070 são pontos fortes da estrutura, que conta com um terreno de mais de 10 alqueires. Segundo o secretário de Turismo, a iniciativa de reativar esse Distrito Agroindustrial ocorreu após um aval do prefeito, que já trazia como proposta de campanha tanto a necessidade do polo agroindustrial, quanto a instalação de um frigorífico na Cidade de Goiás. O acordo deve se concretizar nos próximos dias e para isso tem ocorrido várias reuniões entre a Companhia de Desenvolvimento Econômico de Goiás (CODEGO), órgão do Governo Estadual responsável pelos distritos industriais, a Prefeitura de Goiás e os empresários interessados. 

"Assim, já no início do mandato iniciamos reuniões com o presidente da CODEGO e fomos atrás de entender quais as irregularidades eram necessárias para retornar as obras do frigorífico fechado. Conhecemos, então, o dono do local e também um empreendedor que atualmente conta com uma rede de frigoríficos voltados para exportação de carne bovina e que gostaria de vir para a nossa cidade e realizar a compra do espaço frigorífico atual”, relatou o secretário Rodrigo Santana.

O primeiro contato de utilização da região foi há cerca de quatro anos atrás quando um empreendedor construiu uma empresa de calcário no local. Além disso, mais recentemente, houve uma iniciativa de um frigorífico que iniciou suas obras, mas infelizmente por questões de irregularidades a construção acabou sendo paralisada. O Distrito Agroindustrial do município foi criado no final da década de 80 e o principal objetivo era de abrigar empresas e indústrias que gerassem renda para a cidade e representatividade estadual e nacional.

1 comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.