Domingo, 23 de Janeiro de 2022 21:25
4000-2115
Cidades SATANISMO

Três são presos pela PC, por assassinato de jovem de 18 anos

Os acusados eram amigos da jovem e queriam provar que eram psicopata

16/09/2021 11h00 Atualizada há 4 meses
Por:
Foto: @policiacivil_go
Foto: @policiacivil_go

 

A Delegacia de Investigação de Homicídios (DIH), apresentou na tarde desta quarta-feira (15), três jovens de 18, 19 e 22 anos acusados de assassinar Ariane Bárbara Laureano de Oliveira de 18 em Goiânia, segundo o delegado Marcos Gomes, Jeferson Cavalcante Rodrigues, Raíssa Nunes Borges e Enzo Jacomini Carneiro Matos, armaram uma emboscada para a Ariane onde executaram o crime.

 

A polícia chegou aos autores após identificação de um veículo usado no crime, testemunhas teriam visto a jovem dentro do veículo, a vítima desapareceu no dia 24 de agosto e o corpo foi encontrado no dia 30 do mesmo mês no Setor Jaó, já em estado avançado de decomposição. Ainda segundo a Polícia Civil, os três convidaram Ariane para fazer um lanche, momento em que executaram o crime, a escolha da vítima teria sido de forma aleatória e também devido ao seu porte físico, para o caso de tentativa de reação, os mesmos conseguir imobilizá-la.

 

Trabalho da polícia

 

A vítima foi vista em um veículo logo após mandar um áudio para a família, dizendo que algumas amigas tinham lhe chamado para lanchar no Setor Jaó, o trabalho de investigação da polícia identificou o carro, a partir da identificação, os policiais chegaram a um dos autores que confessou o crime, no veículo foram apreendidos, além do carro, com resquícios de sangue da vítima, as roupas que o homem usou no dia do homicídio e uma das facas usada no crime.

 

Após a identificação do primeiro envolvido, foi possível chegar a outra pessoa envolvida no crime que seria a responsável por desacordar a vítima e esfaqueá-la, todos confessaram o crime e ainda foi encontrado mais um canivete que também estava com sangue da vítima. 

 

Satismo

 

Segundo a polícia civil, dois dos investigados se apresentam como satanistas, e a morte de Ariane foi motivada porque Raíssa, uma das envolvidas, queria matar alguém para saber se ela era psicopata. No depoimento a jovem, disse que com a morte ficaria sabendo se tem o transtorno de personalidade, analisando sua reação após o fato. A investigada não apresentou nenhum tipo de arrependimento após a morte da vítima.

 

Na investigação ainda foi identificado que o grupo tinha uma lista de possíveis vítimas a serem mortas por eles. Após a morte colocaram o corpo em sacos de lixo e um dos suspeitos ainda ficou cerca de 10 minutos ajoelhado ao lado do corpo, como se estivesse em um ritual.

 

Entenda o caso

 

A jovem Ariane Bárbara Laureano de Oliveira, de 18 anos, desapareceu no dia 24 de agosto após sair de casa no Setor dos Funcionários por volta das 20 horas, ela teria informado à mãe que iria encontrar-se com amigas em Goiânia. Segundo Eliana Laureano, a filha mandou uma mensagem contando que voltaria para casa no mesmo dia, mas após quatro dias a família não tinha nenhuma notícia da jovem. Na época nenhuma das amigas soube informar sobre o paradeiro, porém uma pessoa informou ter visto Ariane no mesmo dia. 

 

O corpo da jovem foi localizado na manhã da terça-feira dia 31 de agosto, no Setor Jaó, em Goiânia, segundo informou o Instituto Médico Legal (IML), a vítima foi encontrada em estado avançado de decomposição, após 7 dias de desaparecida. Devido o estado do corpo a família não realizou velório, e o corpo foi sepultado na Cidade de Goiás. as informações são da Polícia Civil e segue e é precedida nos termos da Lei n.º 13.869, Portaria n.º 02/2020 – PC e Despacho do Delegado de Polícia responsável pela investigação.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.